10 dúvidas sobre cárie bucal que você provavelmente já teve

10 dúvidas sobre cárie bucal que você provavelmente já teve

As respostas para todas as suas dúvidas sobre cárie dental

A cárie dental é um tipo de lesão na camada que protege e reveste a superfície do dente. Esta camada, conhecida como esmalte, quando é corroída pela acidez, passa apresentar uma cavidade que pode provocar mal hálito e dor. Se o paciente não faz o tratamento da cárie dental, esta lesão pode evoluir e causar até a perda do dente.

O importante é frisar que a melhor forma de combater a cárie dental é prevenindo seu aparecimento. Por isto é sempre recomendado que você faça consultas regulares ao seu cirurgião-dentista para identificar possíveis cáries ou até mesmo alguns pontos frágeis que ainda irão se tornar cáries dentais.

A seguir vou responder às 10 dúvidass mais frequentes que os meus pacientes apresentam em nosso consultório:

1) Só o açúcar causa cárie dental?

Para ser mais preciso, o que causa a cárie dental é o ácido resultante das bactérias da boca. Quando o paciente consome qualquer tipo de carboidrato como doce, pães, frutas e até aquele delicioso macarrão de domingo, inicia-se um processo de produção de ácidos pelas bactérias bucais. Nós temos milhares de bactérias na boca e isso se aplica a todos. Mas quando o paciente não faz corretamente a higienização da cavidade oral, existe um acúmulo destas bactérias que passam a causar o enfraquecimento do esmalte protetor, e assim resultando no aparecimento da cárie dental.

2) As crianças apresentam mais cárie do que os adultos?

Há muito tempo atrás esta afirmação fazia mais sentido. Hoje em dia, com a mistura de flúor diretamente na água tratada de praticamente todas as residências brasileiras e a utilização de selantes em consultório reduziu consideravelmente a incidência de cáries na faixa da população dita em idade escolar. Curiosamente, olhando para a outra ponta da evolução, percebemos um grande aumento de cáries em pessoas idosas, provavelmente resultante do efeito de “boca seca” que causam alguns medicamentos de uso continuado. A boca seca propicia um maior acúmulo de bactérias.

3) O refrigerante dá cárie ou estraga meu dente?

Na verdade o que prejudica o dente é o consumo em excesso de bebidas e alimentos de pH ácido. Dentro deste grupo de alimentos podemos destacar sucos de frutas cítricas, refrigerantes e até isotônicos. Uma dieta saudável e equilibrada é primordial para sua saúde bucal e alguns hábitos podem colaborar com a prevenção de cárie dental. Um deles é fazer bochechos durante o dia somente com água corrente.

4) Toda cárie dental dói?

De forma alguma. Muitas vezes aqueles pontos pretos que ainda se tornarão cáries e até pequenas lesões que são identificadas dentro do consultório, aparecem sem que o paciente sinta nenhum tipo de dor. Quando a cárie não é tratada, a lesão vai se expandindo até encontrar o nervo do dente. Neste ponto que podemos destacar a famosa dor de dente insuportável que muita gente teme.

5) Se eu colocar aparelho vou ter mais cáries?

Se você redobrar a atenção nos procedimentos de higiene bucal provavelmente terá a mesma probabilidade de apresentar cárie do que uma pessoa que não usa aparelho. Isso acontece pois os restos de alimento se prendem nas peças do aparelho e se você descuidar da higiene, com certeza ficará mais sujeito a cáries do que quem não possui aparelho nos dentes.

6) Cárie tratada pode voltar?

Quando é feito o tratamento de uma cárie bucal, nós restauramos a cavidade do dente afetado com um material artificial chamado resina. Este material tem vida útil limitada e deve ser trocado após alguns anos de uso. Uma cavidade tratada de forma correta não apresenta mais cáries. Porém, você deve continuar atento à higiene, pois podem surgir cáries ao redor do dente tratado ou até mesmo em outros dentes se você descuidar da escovação correta.

7) Posso colocar Aspirina no buraco da cárie contra a dor?

Isto é completamente falso, e pior, não aconselhado. Em primeiro lugar, para obter a eficácia analgésica, as aspirina deve ser processada pelo organismo no sistema digestivo, ou seja, você precisa engolir a aspirina. Em segundo lugar, os medicamentos analgésicos costumam ser ácidos, e já sabemos que ácidos favorecem o desenvolvimento de cáries. Resumindo, pode agravar a situação da cavidade e causar mais dor. Só existe um conselho correto contra a dor: visite seu dentista.

8) Biscoitos e salgadinhos causam cárie dental?

Além de serem alimentos não muito saudáveis, estes tipos de guloseimas trazem dois problemas para sua saúde oral. Em primeiro lugar, são carboidratos, e como já explicamos acima, podem agravar a fabricação de ácidos pelas bactérias. Em segundo lugar, quando você mastiga esse tipo de alimento, ele se deposita em fendas e frestas de sua boca, favorecendo o acúmulo de restos alimentares. Uma dica: se você não consegue ficar longe destes alimentos, o ideal é que escove bem os dentes e passe fio dental imediatamente após o consumo. Mas o melhor é você evitá-los.

9) Dente sensível tem mais cárie que o “normal”?

Esta afirmação é incorreta. Não existe relação entre estes pontos. O que gera uma certa confusão é que dentes sensíveis doem com mais frequência, mas não quer dizer que a dor seja proveniente de alguma cárie. Você pode ter dentes sensíveis completamente sadios e livres de cáries.

10) Qual a melhor forma de evitar a cárie dental?

Adivinha! Esta você já deve ter escutado bastante: Escove os dentes no mínimo 3 vezes ao dia e sempre após as refeições. Use o fio dental e escove bem a sua língua. Somente a boa higiene bucal e visitas regulares ao seu dentista podem garantir uma boca livre da cárie dental

calloutpost

Mora em Santos?

Agende uma avaliação odontológica conosco. Estamos localizados no coração do Gonzaga no prédio da Embelleze.

Cuide do Sorriso